Audit – Clientes Negativados

O GCOM disponibiliza aos seus clientes a função AUDIT. Nesta função através do CPF ou RG, é possível localizar dentro da base de Empresas que utilizam o GCOM se o cliente informado está negativado. Caso esteja negativado, é indicado qual Empresa o negativou, a data e o telefone de contato da Empresa na qual o Cliente está negativado.

O Brasil ocupa o sétimo lugar em um ranking que mostra a ocorrência de fraudes com cartões. A lista, elaborada pela ACI Worldwide, empresa que produz sistemas de prevenção a fraudes bancárias e lavagem de dinheiro, contempla 17 países. O ranking é liderado pelo México, onde 44% dos consumidores disseram que já foram vítimas de fraudes desse tipo. Logo depois aparecem os Estados Unidos (42%) e a Índia (37%).

Segundo a pesquisa, 33% dos consumidores brasileiros foram vítimas de fraudes em cartões de crédito, débito e pré-pagos nos últimos cinco anos, o que coloca o país em sétimo lugar. Considerando-se apenas os cartões de crédito, o Brasil sobe para a quinta posição (30% dos consumidores disseram terem sido vítimas de fraude nesse caso).

Segundo a pesquisa, 61% dos consumidores brasileiros optaram por usar outras formas de pagamento, como dinheiro, depois de terem sido vítimas de fraudes. A pesquisa mostra que 56% dos consumidores ficaram insatisfeitos com o tratamento recebido pelas instituições financeiras após o problema.

Entre os motivos que levam os consumidores a se sentirem satisfeitos com as empresas em situações assim estão a rapidez em reembolsar o dinheiro cobrado indevidamente (29% das respostas) e o fato de as instituições detectarem previamente a fraude e ligarem alertando (23%).

A pesquisa foi feita com 5.223 consumidores o terceiro trimestre de 2012. (fonte UOL)

(Voltar ao Topo)


Exemplos de Tipos de Fraudes em Lojas Virtuais


 Situação de Fraude Efetiva

A situação de Fraude Efetiva acontece quando um estelionatário acessa a loja virtual e efetua compras com um cartão de crédito roubado ou clonado. Por ter todos os dados necessários à compra, o processo transcorre normalmente sem qualquer problema. A administradora de cartões de crédito recebe a requisição e aprova a transação dando início ao processo de entrega do produto.

Ao receber a fatura do cartão de crédito com o lançamento indevido, o titular do cartão entra em contato com a administradora e questiona o lançamento alegando não reconhecer aquela compra, o que gera o chargeback. Nesse caso o prejuízo do lojista é total, ficando sem o produto e sem o dinheiro.

A Fraude Efetiva é sem dúvida a fraude com cartões de crédito mais comuns no comércio eletrônico, mas felizmente pode ser identificada quando a loja adota uma política rígida em relação a segurança das transações online, como por exemplo o uso de um bom sistema anti-fraude.

 Auto-Fraude

Na situação de Auto-Fraude, o titular do cartão, agindo de má fé, efetua a compra na loja virtual e ao receber o extrato liga para a administradora de cartões de crédito alegando não reconhecer a compra e exigindo o estorno do lançamento na fatura. A Auto-Fraude é muito mais comum do que se imagina e não tem como ser identificada pelo sistema ou gestor de meios de pagamento da loja virtual.

Esse tipo de fraude com cartões de crédito no e-commerce, apesar de comum vai sendo diminuida em função do monitoramento que as administradoras de cartões de crédito vem fazendo sobre clientes com ocorrências deste tipo.

 Fraude Amiga

A situação de Fraude Amiga também é um tipo de fraude bastante comum em lojas virtuais. É aquela situação em que a compra é feita por uma pessoas relacionada ao titular do cartão e que tem acesso a todas as informações para concretização da compra, como por exemplo, parentes próximos como filhos, esposa, marido ou irmãos.

Nesta situação especificamente não existe má fé propriamente dita, mas a falta de conhecimento do titular do cartão sobre aquela conta, leva ao pedido de cancelamento da mesma e o seu consequente chargeback.

Essa também é uma situação bem comum, e igualmente difícil de ser previamente identificada. Felizmente, a experiência mostra que em muitos casos o titular do cartão, após ser contatado pela loja virtual,acaba por reconhecer a compra, após identificar o verdadeiro agente da compra.


Chargeback


 Principais Razões de Chargebacks

O chargeback por desacordo comercial não chega a ser considerado uma fraude, embora alguns clientes mal intencionados se valham dessa situação para provocar fraudes no e-commerce. Infelizmente, muitas fraudes com cartões de crédito no e-commerce acabam se revestido de uma capa de legalidade. Uma situação de desacordo comercial ocorre quando o cliente alega que houve um problema qualquer na transação comercial como, por exemplo, erro no preenchimento dos dados do comprador, divergência de assinaturas ou insatisfação do cliente com o produto adquirido. A questão das fraudes com cartões de crédito em lojas virtuais é realmente ameaçadora e deve ser levada em consideração em qualquer projeto de e-commerce.

Chargeback é a devolução da transação de venda pelo emissor em virtude de contestação ou fraude. Pode ocorrer em compras nacionais e internacionais. Segundo as regras estabelecidas pelo mercado de pagamentos eletrônicos (bandeiras de cartões) o chargeback seguem as normas de cartão não presente, para operações realizadas virtualmente.




Dicas para o Consumidor evitar fraudes


 Online

De programas a lojas suspeitas, a ameaça de fraude online é real, mas você tem as ferramentas para se proteger. As providências para combater fraudes no ambiente virtual são fáceis, basta estar consciente de que as ameaças existem.

Para evitar a fraude online:

  • Mantenha sempre atualizado o seu software de proteção e antivírus
  • Crie senhas difíceis de serem descobertas
  • Ignore e-mails de remetentes desconhecidos
  • Use bloqueador de pop-ups
  • Faça download de arquivos apenas de sites conhecidos
  • Solicite para o seu banco o serviço de "alertas de transação" para acompanhar as suas compras por email ou SMS

 Viagens

Não permita que uma fraude estrague a viagem dos seus sonhos. Antes de sair tome simples providências.

Viaje com inteligência, viaje com segurança:

  • Informe ao banco emissor do seu cartão para onde você vai viajar e por quanto tempo
  • Anote os números dos cartões, saldos e telefones do banco emissor e mantenha estas informações em lugar seguro.
  • Guarde e confirme todos os recibos para conferir o seu extrato
  • Nunca perca seu cartão de vista


 Lojas/Caixa Automático

Aceitos em todo o mundo, mais convenientes e seguros do que dinheiro, os cartões transformaram o modo com que as pessoas fazem compras e transações bancárias. Mas, fraudadores podem tentar roubar as informações do seu cartão e usá-las para débitos não autorizados. Certifique-se de realizar transações de forma a reduzir o risco de fraude.

Para ajudar a combater fraudes em lojas/caixa automático, lembre-se:

  • Verifique o recibo antes de assinar
  • Confira seu extrato
  • Guarde cópias dos recibos do caixa automático e de suas compras
  • Fique atento às pessoas à sua volta
  • Certifique-se que ninguém próximo a você possa ver sua senha
  • Informe a perda de seu cartão imediatamente

 E-mail

O “phishing” é um golpe por e-mail e tenta enganá-lo para que você revele números de cartões, CPF, RG, senhas de contas bancárias e outras informações pessoais. A maioria dos golpes por phishing começa com um e-mail vinculado a um site falso da internet parecido com o verdadeiro - com logotipos e layout gráfico conhecidos - mas falso. Os dados pessoais digitados nesses sites são encaminhados aos fraudadores.

Para combater o phishing:

  • Considere suspeitos todos os e-mails que solicitam os seus dados pessoais
  • Não responda essas mensagens nem forneça dados a sites duvidosos
  • Verifique a legitimidade da consulta ligando para o número impresso no verso do seu cartão de crédito
  • Relate e-mails ou sites suspeitos ao banco que emitiu seu cartão

 Roubo de Identidade

Se um ladrão obtiver os seus dados pessoais, poderá assumir sua identidade e, possivelmente, abrir contas bancárias, pedir cartões de crédito, emitir cheques e obter empréstimos. Além disso, poderá destruir o seu histórico e dificultar futuros pedidos de crédito. Ladrões de identidade utilizam várias táticas, até mesmo "vasculhar o lixo" à procura de informações pessoais.

Para combater o roubo de identidade:

  • Confira sempre os extratos de contas e cartões de crédito
  • Informe a perda de cartão imediatamente
  • Cancele todas as contas inativas
  • Informe dados pessoais somente quando necessário
  • Assine os cartões novos assim que recebidos
  • Rasgue documentos confidenciais antes de descartá-los
  • Instale programas antivírus e antispyware
  • Altere regularmente as suas senhas

 Propaganda Enganosa

Já aconteceu de você se inscrever para fazer um "teste gratuito" e depois de alguns meses perceber que está sendo cobrado? Essa é uma tática de propaganda enganosa que o obriga a pedir o cancelamento do serviço ou produto antes do término do período de teste para evitar a cobrança mensal.

Proteja-se contra a propaganda enganosa:

  • Leia e compreenda todos os termos e condições
  • Tome cuidado com "testes gratuitos" que exijam número de cartão de crédito
  • Quando comprar online, entenda todas as opções pré-selecionadas
  • Confira suas faturas e extratos para certificar-se de que estão corretos
  • Tente resolver o problema primeiro com o lojista. Se não for bem-sucedido, fale com a instituição financeira que emitiu seu cartão

 Em Casa

Você sabia que metade de todos os roubos de identidade é cometida por indivíduos com acesso legítimo à sua casa? A sua casa é um lugar seguro, e aqui vão algumas dicas que o ajudarão a mantê-la dessa forma.

Algumas dicas para manter a segurança de seus dados:

  • Nunca deixe de monitorar suas contas
  • Verifique o seu histórico de crédito para ter certeza de que está correto
  • Guarde documentos importantes em segurança




 Correspondência e Telefone

Os fraudadores podem enviar cartas de aparência oficial, fingirem ser representantes da Administradora, de instituições financeiras ou mesmo instituições de caridade. Se solicitado a fornecer o seu número de cartão ou outros dados pessoais por e-mail ou telefone, cuidado com fraude.

Algumas dicas podem ajudá-lo a evitar a fraude por telefone:

  • A Administradora nunca telefona nem escreve aos portadores de cartão solicitando dados de cartão de crédito, débito ou pré-pago
  • Nunca forneça informações, a não ser que você tenha iniciado a comunicação
  • Não se sinta obrigado a fornecer números de cartões de crédito por telefone
  • Peça detalhes - se o autor da chamada não responder, desconfie
  • Ao invés de pedir um número de confirmação/protocolo, faça uma pesquisa sobre a empresa autora da chamada e ligue na central de atendimento cujo número consta no site da empresa ou no verso do cartão
  • Informe ao banco emissor do seu cartão caso alguém solicite dados pessoais, ligando para o número impresso no verso do seu cartão

Você também pode combater fraudes por correspondência:

  • Cuidado com anúncios atestando que você ganhou um prêmio de um concurso do qual não participou
  • Informe aos correios em caso de mudança de endereço
  • Certifique-se da segurança da sua caixa de correio
  • Retire da caixa a correspondência entregue, não a deixe lá por muito tempo
  • Se estiver em férias, peça para que a correspondência fique retida
© 2013 | Política de Privacidade